BNDES MUDA CLASSIFICAÇÃO DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Alteração visa tornar mais a concessão de créditos mais acessível para micro e pequenas empresas.

 

Nesta semana, o BNDES mudou a forma como são classificadas as micro e pequenas empresas. Essa é a principal alteração que a instituição fará dentro de uma séria de mudanças em suas políticas operacionais.

Até então, para o banco, a pequena empresa era aquela que faturava até R$ 16 milhões por ano. Porém, o objetivo agora é utilizar os mesmos critérios do Simples Nacional, que podem facilitar a obtenção de crédito por parte das companhias menores.

Agora, o BNDES classifica como microempresas aquelas que faturam até R$ 360 mil anualmente. Já as pequenas companhias são aquelas que têm um faturamento de até R$ 3,6 milhões ao ano.

Demais medidas

O BNDES ainda tomou outras medidas com o mesmo intuito de tornar a instituição mais acessível para a MPE. São elas:

  • Simplificação de portfólio de produtos e programas, para facilitar o financiamento para micro e pequenas companhias,
  • Redução de 30 para dois dias do prazo de análise e concessão de crédito, e
  • Ampliação de R$ 1 milhão para R$ 2 milhões no limite do Cartão BNDES, usado para financiar máquinas e equipamentos.

De acordo com o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, a expectativa é de que as alterações funcionem.“O Sebrae espera que essas iniciativas gerem um efeito positivo nas instituições que operam com recursos oriundos do BNDES, tornando-os mais acessíveis aos pequenos negócios”, afirma.

As instituições financeiras têm um prazo de 90 dias para se adaptarem.

Faça um comentário

Comentário (obrigatório)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)